Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  luizalaloca em Sex Jun 17, 2011 7:09 pm

Em uma parte do livro da Antonia Fraser, mais especificamente na página 534, fala que Seymour, o marido de Catarina Parr após a morte de Henrique, mantinha um relacionamento íntimo demais com Elizabeth e que fazia brincadeiras constrangedoras, das quais uma vez Catarina Parr participou ajudando ele a picotar a camisola dela, que foi o que mais me chocou.

Vocês acham que abusavam dela sexualmente ou que ela mantinha um caso com Seymour?

avatar
luizalaloca

Mensagens : 28
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 27
Localização : Cabo Frio

Ver perfil do usuário http://luizalaloca.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  manah_almeida em Sab Jun 18, 2011 10:14 pm

Quando li isso também fiquei chocada Luiza.
Uma menina, cujo carinho e zelo próprios da mãe ela não tem e não lembra, e cujo pai é ausente e ora a renega ora a acolhe, realmente deve ter sido bem fragilizada psicologicamente, ela não tinha nenhuma proteção, ninguém a recorrer, e as pessoas aproveitavam disso juntamente com sua pouca idade para "jogar" com ela e beneficiar seus próprios interesses.

Ela morava com Parr e Seymour... Parr, pra mim, não dava a mínima pra ela, somente a aguentava, provavelmente por conta do marido, que imaginava ter um trunfo na mão quando Henrique, mais uma vez, voluvel, achasse que sua filha tinha alguma serventia politica. E Seymour... além de realmente achar que Elizabeth tinha uma serventia politica, e tinha, também não achava nada mal ter uma menina, uma jovenzinha ingenua e sem orientação, em casa, sob seus cuidados... um tarado!

Eu não acredito que ele a tenha violado de fato, ele não se atreveria a fazer isso com uma possivel herdeira ao trono, mas acredito que ele deve ter se "divertido" muito com ela, com joguetes e brincadeiras que no fim das contas, tinham algum tipo de cunho sexual para ele, que o excitavam, mas sem prejudicar seu relacionamento com ela ou com sua esposa... alias, acabaram prejudicando não é? Se não me engano... Parr um dia viu ela sentada no colo dele, sentiu-se finalmente ameaçada, e a mandou para bem longe, não foi isso?

E a pobre da Elizabeth de novo escanteada, mandanda para outro local, com outras pessoas, tendo que se readaptar. Isso mexe muito com a pessoa... essa sensação de não-pertencimento, não-acolhimento. Olha... essas herdeiras, Mary e Elizabeth, cada uma a seu modo, sofreram muito.

avatar
manah_almeida

Mensagens : 39
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 32
Localização : João Pessoa - PB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  luizalaloca em Dom Jun 19, 2011 2:48 am

Acredito, depois de ter lido isso, que isso tenha sido o que começou a "ensinar" Elizabeth a não confiar em homens e a fazer evitar a vida toda um casamento, porque a influência da personalidade da mãe ela quase não teve.
avatar
luizalaloca

Mensagens : 28
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 27
Localização : Cabo Frio

Ver perfil do usuário http://luizalaloca.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  manah_almeida em Dom Jun 19, 2011 10:30 am

luizalaloca escreveu:Acredito, depois de ter lido isso, que isso tenha sido o que começou a "ensinar" Elizabeth a não confiar em homens e a fazer evitar a vida toda um casamento, porque a influência da personalidade da mãe ela quase não teve.

Concordo plenamente Luiza. E a mãe não pôde estar lá pra projeter e orientar. Ela foi muito sozinha e negligênciada na infância/adolescência.
avatar
manah_almeida

Mensagens : 39
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 32
Localização : João Pessoa - PB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  Renato Drummond em Sab Jun 25, 2011 3:35 pm

Não acredito que tal ousadia tenha acontecido pela parte de Seymour e muito menos por Elizabeth. Depois que Ana Bolena morreu, sua filha ficou sobre os cuidados de Lady Bryan e posteriormente por Kat Ashley, ambas designadas pela própria mãe da princesa pouco antes de sua morte. Além do mais, todas as esposas posteriores de Henrique VIII demostraram carinho para com a jovem, a uníca excessão, talvez, seja Katherina Howard, pois segundo relatos era uma mulher fútil e tola.
Em se tratando de Catherina Parr, ao contrário do que pensa a Germana, as duas se davam absolutamente bem, tanto que a última esposa foi a verdadeira figura de mãe na vida da princesa. Aliás, Catherina demonstrou carinho para com todos os filhos do rei, até mais do que os filhos de seu segundo esposo. O início da hostilidade entre as duas deveu-se ao fato de Thomas Seymour, até então casado com a rainha viúva, demonstrar interesse por Elizabeth. Ha relatos, mas não sei se são verídicos, de que Catherina Parr, ja grávida, teria surpreendido seu esposo beijando sua enteada. Provavelmente, devido aos hormônios da gravidez, ela teria se alterado e ordenado que a Princesa partisse dali imediatamente.
Porém, ela não ficou "jogada em qualquer canto". Muito pelo contrário... Elizabeth era um Princesa de sangue real e possuia propriedades. Sendo assim, ela retornou para sua casa em Hatfield. As coisas para ela so começaram a piorar quando sua irmã mais velha, Mary I, tornou-se rainha e suspeitou da lealdade da jovem. E mais, Elizabeth estava sempre sobre os olhos protetores de Kat e esta jamais permitiria que Seymour fosse muito mais além do que um beijo, se é que ele chegou a esse ponto, pois a virtude de sua protegida deveria ser mantida até o dia em que ela se casaria. Afinal, o corpo de sua graça, a princesa, antes de mais nada, era propriedade do estado e deveria permanecer intacto para que uma futura aliança por meio do matrimônio fosse estabeleciada.
Mesmo após Catherina Parr ter discutido com a filha do rei e a mandado embora, os registros apontam que as duas se desculparam e voltaram a se comunicar, embora não partilhassem mais da mesma residência. Na minha opinião, Thomas Seymour era apaixonado por nehuma das duas (Catherina e Elizabeth). Penso nele sempre como um homem ambicioso e que queria tornar-se mais poderoso que seu irmão, Edward, lorde protetor do jovem rei Edward VI. Então viu na união com Parr uma forma de ascender mais o seu status. Ainda mais vantajoso seria se ele tivesse se casado com Elizabeth, sucessora ao trono Inglês...
Desse modo, não é de se surpreender que um homem tão ambicioso teve o fim que recebeu: a morte por decaptação!
avatar
Renato Drummond

Mensagens : 40
Data de inscrição : 05/06/2011
Idade : 25
Localização : Ilhéus

Ver perfil do usuário http://www.jardimdeclio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  manah_almeida em Dom Jun 26, 2011 1:16 pm

Pois eu reitero que acredito que tal ousadia ocorreu por parte de Seymour; ele era um homem, como você disse, extremamente ambicioso e em busca do poder, na cabeça dele nada mais vantajoso do que fazer Elizabeth se apaixonar por ele e futuramente conseguir um casamento real. Não significa que fazer Elizabeth se apaixonar por ele o faça ser apaixonado por ela... era puro interesse.

Mesmo sob proteção de Kat, havia algum espaço para ele trabalhar nos encantos e brincadeiras por Elizabeth, até pq. Kat não poderia repreender um nobre acima dela, só podia vigiar e se achasse algo realmente fora do apropriado, falar... mas também lembremos que Kat era uma mulher e Seymour um homem, e isso tinha MUITA diferença. SE ela visse algo (acredito que ela era discreto), ela teria que pesar o fato de ele ser HOMEM e NOBRE... era a palavra dela contra a dele. Ela só podia vigiar e tentar aconselhar Elizabeth.

E sobre Catarina Parr, também acho que no fundo, em seu real íntimo, ela só suportava Elizabeth (deixo claro que esse sementimento só surgiu a partir do momento em que Elizabeth foi morar com ela e Seymour - não havia motivo para isso quando Parr ainda era casada com Henrique), isso acho do fundo do meu coração... um homem que ela amava de verdade (isso era raro, se casar por amor), cheio de carinhos, cuidados e atenção para com uma jovem e bela princesa causa ciumes em qualquer mulher... é impossível não notar o comportamento de alguém que quer impressionar e seduzir, e acredito que era esse o comportamento de Seymour, velado ou não, era o comportamento, e mais uma vez, Parr era mulher, casada e apaixonada, ela devia obediência e submissão ao marido, então apenas observava.

A gota d´agua foi esse incidente do beijo dele com Elizabeth (que não sei se foi verídico ou não - mas os relatos ainda chegam até nós hoje em dia), que por favor... "devido aos hormônios da gravidez"????!!! Qualquer mulher, a qualquer época, grávida ou não, se visse seu marido beijando outra se revoltaria. Não vamos colocar a culpa disso em "hormônios da gravidez".

Quando digo jogada em qualquer canto, me expressei mal, mas o sentido real disso é a questão dessa troca de lares, dessa inconstância, desses vários "pais e mães" sendo substituídos ao decorrer dos anos. Isso não dá a segurança e senso de pertencimento que toda criança/adolescente necessita durante o crescimento. Ela era e se sentia uma peça, um objeto (e era) que quando não era mais interessante ou necessário era passada adiante. Isso gerou nela essa necessidade de provar que seria uma boa rainha, de se provar para os partidarios de seu pai, que daria conta do recado e, quem sabe, gerou essa desconfiança com os homens (que quando jovem, eram quem ditava seu futuro a seu bel prazer).

avatar
manah_almeida

Mensagens : 39
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 32
Localização : João Pessoa - PB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  luizalaloca em Dom Jun 26, 2011 5:57 pm

Concordo com a Germana... muitas vezes esquecemos de pensar nessas personalidades como seres humanos e Catarina Parr deve realmente ter passado a só suportar ela devido aos ciúmes. Não que isso tenha acontecido durante o casamento com Henrique como ela mesmo disse aí em cima.

Seymour pode ter realmente abusado dela, abuso não significa exatamente chegar as vias de fato, mas pode ser através mesmo de beijos ou masturbação forçados. Como Renato disse, ele era um homem ambicioso e provavelmente de pouco caráter, muito capaz de fazer esse tipo de coisa com alguém embora com poder, inocente e dependente.

Outra Elizabeth pra mim, já estava em situação ruim desde a prisão da sua mãe, ouvindo desde cedo que ela era uma prostituta e depois disso passando a vida literalmente indo de um lado pro outro, sem nenhuma estrutura familiar, o que mesmo pra posição dela e os costumes de época não propicia um bom crescimento psicológico pra uma criança e/ou um adolescente.
avatar
luizalaloca

Mensagens : 28
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 27
Localização : Cabo Frio

Ver perfil do usuário http://luizalaloca.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  Renato Drummond em Dom Jun 26, 2011 6:30 pm

Eu penso que ele seria capaz de beijá-la e até mesmo de deflorá-la (não só ele, mas muitos homens da corte, ambiciosos o bastante para tal), mas chegar ao ponto de fazê-lo é muito mais difícil do que se pensa. Imaginem se Elizabeth fizesse qualquer queixa a respeito desse assunto...? Muito provavelmente Seymour seria banido ou coisa pior. Ele não arriscaria perder seu status na corte com uma medida descabida como esta. Não era típico de sua astúcia. Pra mim eles não foram além do pega-pega e dos “tapinhas”.
Quanto a Kat, realmente, a sua palavra perante de Seymour pouco poderia influir na decisão de alguém. Mas ela exercia influência sobre Elizabeth e seria bastante capaz de coagir a princesa a tomar alguma atitude. Além disso, se alguma coisa ocorresse com a jovem, à maior culpada seria ela, uma vez que era sua responsabilidade zelar pela integridade da princesa, entre outras coisas mais.
Já sobre Catarina Parr, eu me pergunto: porque uma mulher que no fundo “só suportava” sua enteada a convidaria para partilhar de sua residência? E por que as duas trocariam cartas afetuosas e presentes, conversavam e se divertiam juntas, já que a rainha apenas a admitia entre os seus e demonstrava um afeto que não existia? Em minha opinião, Catarina gostava muito de Elizabeth e a adotou como uma verdadeira filha. O fato de tê-la expulsado de sua casa pode ser classificado como uma mistura de ciúme e preocupação com a virtude da filha do rei, como bem cita Antonia Fraser. Depois desse ocorrido, como já havia mencionado, as duas voltaram aos bons termos.
Todos os registros apontam que a rainha tinha um comportamento centrado e nunca alterou seu autocontrole para resolver qualquer problema. Dessa forma, eu classifico isso como hormônios da gravidez, por que não? Já que ela também demonstrou um comportamento semelhante momentos depois de ter sua filha, dirigindo palavras ofensivas ao seu marido. Ela pode ter se casado por amor com Thomas Seymour, mas lembremos que ela era rainha viúva e até o fim de seus dias viveu com toda a pompa de sua posição, de modo que ser uma mulher submissa diante de um marido de título inferior ao seu, não condiz com o idealizado. O exemplo mais clássico de mulher que não acata a autoridade de seu esposo seria Catarina de Aragão e até mesmo a própria Ana Bolena.
Depois de ascender ao trono, acredito que Elizabeth usou o exemplo de Thomas Seymour, como a Luíza mencionou, para não deixar enganar-se pela astúcia masculina, além de outros casos. Em vida, ela honrou a memória de Catarina Parr como nenhuma outra esposa de seu pai, nem mesmo de sua mãe. Isso é mais uma prova do carinho que as duas compartilharam e não de uma vida de aparências.

Abraço a Todos!
avatar
Renato Drummond

Mensagens : 40
Data de inscrição : 05/06/2011
Idade : 25
Localização : Ilhéus

Ver perfil do usuário http://www.jardimdeclio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  manah_almeida em Seg Jun 27, 2011 9:48 am

"Já sobre Catarina Parr, eu me pergunto: porque uma mulher que no fundo “só suportava” sua enteada a convidaria para partilhar de sua residência? E por que as duas trocariam cartas afetuosas e presentes, conversavam e se divertiam juntas, já que a rainha apenas a admitia entre os seus e demonstrava um afeto que não existia?"

Como eu disse, esse "suportar" só ocorreu quando Parr viu o interese do marido em Elizabeth; claro que Parr convidou Elizabeth para morar com ela, não havia nada de mal nisso, era sua afilhada, gostava dela, nada mais natural, só não imaginava o "perigo" que a menina representava em relação as atenções de seu marido. Quando isso ficou latente, ela mandou a menina embora, e assim sendo, Elizabeth longe, sem representar um real perigo, a relação das duas voltou ao que era antes. Nada mais normal do que Elizateh longe, a amizade voltasse, afinal, ela não ameaçava mais o casamento. O cerne do problema não era Elizabeth, mas sim Seymour, e Parr sabia disso, por isso a afastou, para preservar seu casamento e sua relação com a afilhada. Se algo ocorresse com a virtude da Princesa, e ela abrisse o bocão, com certeza não só Kat seria culpada, mas sim todos em volta, ou seja, Parr e Seymour também cairiam. Ela (Parr) preferiu não arriscar, unindo o útil ao agradável, mandou embora sua pequena rival, recebeu de novo a atenção total do marido, recuperou o bom relacionamento de antes com a afilhada e preservou seu pescocinho. Elas tinham um bom relaciomaneto, não era só aparência... mas esse bom relacionamento foi bem forte antes e depois de Elizabeth morar com ela, já durante... acho que raiva e ciúme imperaram, provavelmente Parr nunca a tratou mal, tinha carinho por Elizabeth, e esta não tinha culpa de Seymour sem um cafajeste.

"Todos os registros apontam que a rainha tinha um comportamento centrado e nunca alterou seu autocontrole para resolver qualquer problema. Dessa forma, eu classifico isso como hormônios da gravidez, por que não?"

Normal que ela tenha tido autocontrole para resolver todos os demais problemas da vida... mas ela nunca tinha passado por um problema como esse... uma situação dessas. Isso foge do padrão de controle, de normalidade dos problemas. É seu marido beijando outra e você pegando no flagra. O padrão de comportamento pra situações desse tipo, em 99,9% dos casos, é: afastar o perigo, grávidas ou não grávidas, todas as mulheres não querem ameaça perto de si. Aliás, todas mulheres não, todo ser vivo não quer ameaça perto de si, não importa como essa ameaça venha personificada.

"Já que ela também demonstrou um comportamento semelhante momentos depois de ter sua filha, dirigindo palavras ofensivas ao seu marido."

Isso eu não entendi. Filha de Parr? Palavras ofensivas a Seymour?

"Ela pode ter se casado por amor com Thomas Seymour, mas lembremos que ela era rainha viúva e até o fim de seus dias viveu com toda a pompa de sua posição, de modo que ser uma mulher submissa diante de um marido de título inferior ao seu, não condiz com o idealizado. O exemplo mais clássico de mulher que não acata a autoridade de seu esposo seria Catarina de Aragão e até mesmo a própria Ana Bolena."

Parr só tinha título. No livro de Antonia Fraser fala até que era um problema grande essa questão. Ela uma rainha, mas sem poder, sem realeza. No livro menciona-se que o Estado tinha que provir ela mas ela não tinha nenhuma serventia ou poder político, ou seja, uma pedra no caminho. Ninguém sabia ao certo o que fazer com ela.
Sobre a submissão... Catarina de Aragão era princesa de sangue real dos dois lados, não tinha como negar a importância e posição desta, não tem nem como comparar. Além do que ela sempre foi submissa a Henrique, só não o foi quando a questão foi ir contra sua consciência, como ela mesma afirmou. Henrique, acho que já casado com Ana, até comentou desse comportamento submisso - quando Ana veio com algum chilique pra cima dele, ele disse que Catarina nunca o havia tratado assim, ou que tinha sido uma melhor esposa (li isso em algum lugar que não me recordo agora).
E Ana Bolena foi uma exceção em toda a história, um hiato, ela mesma se autodeterminou poder, até mesmo por ver Henrique renegar a primeira esposa de sangue real e romper com a igreja, tudo por ela... como a pessoa não se encher de auto confiança numa situação dessas...? E foi essa auto confiança que levou ela a perder a cabeça, literalmente. Se uma rainha, uma não, várias, foram para o cepo, o que impediria de uma "rainha viúva" (sem realeza alguma) ser facilmente renegada pelo marido, ser acusada injustamente, ou até coisa pior, pois sabemos que os maridos eram capazes de barbaridades quando o casamento não os interessava mais. Ela era mulher. Era posse dele.
avatar
manah_almeida

Mensagens : 39
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 32
Localização : João Pessoa - PB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  Renato Drummond em Seg Jun 27, 2011 11:00 am

Bom, pelo que eu percebi agora, você compreendeu o porquê de eu discordar da sua posição quanto ao fato de acreditar que Catarina apenas suportava sua enteada, pois seus comentários anteriores revelavam uma personalidade do relacionamento entre madrasta e afilhada que eu não havia lido em nenhum dos livros de referência. Agora entendi a sua posição e, de acordo com as minhas respostas anteriores, concordo com ela.
Mas porque Thomas Seymour de casaria com Catarina Parr, se ela ñ tinha qualquer serventia política? Na verdade, esse casamento foi benéfico para ambos os noivos, pois de um lado Thomas seria autopromovido e do outro, Catarina poderia exercer uma certa influência na política estatal, já que isso não era mais possível até então. Mas, diferente do que você colocou, a rainha não era uma pedra no caminho e nem muito menos estava em uma posição perigosa do tipo: “Nós (os políticos) não sabemos o que fazer com ela”.
O status de Catarina Parr estava assegurado pelo testamento de seu finado marido e ninguém poderia destituí-la, do contrário Thomas Seymour pensaria um pouco antes de tomar a decisão de casar-se com ela. Até o jovem rei Edward VI se casar, ela seria a primeira dama do país, tendo precedência inclusive sobre as filhas do rei. Tanto que a sua casa era considerada como uma segunda corte. Seu ponto de vista se enquadra melhor no perfil de Lady Ana de Cleves, que depois da morte do rei, ficou endividada e exigia aumentos em sua pensão, que havia sido diminuída no reinado de Maria I. Isso a fez exigir os direitos de rainha viúva, o que, por sua vez, deixou o parlamento sem saber o que fazer com a pessoa da filha de Cleves.
Eu ainda penso que “Hormônios da Gravidez” ainda seja uma resposta sensata. É claro que uma mulher, estando grávida ou não, ficaria enlouquecida diante da infidelidade de seu marido. Mas outras como Catarina de Aragão, souberam lidar melhor com essa situação. Por falar na filha dos reis católicos, se você parar para analisar, a submissão da primeira esposa era uma máscara para conseguir o que queria. Ela fazia Henrique acreditar que estava sempre no comando a fim de alcançar o seu desejo. Desse modo, não a classifico como submissa, mas como articulada e se tivesse dado um varão (que sobreviesse) ao rei, aí veríamos ela mais poderosa do que nunca.
Quando Catarina Parr teve sua filha com Thomas Seymour (Mary), ela contraiu febre e começou a demonstrar um comportamento mais desaforado, acusando as pessoas de ficarem rindo da sua dor e se queixando de que não estava sendo bem tratada. Seu marido tentava acalmá-la, dizendo: “... Ora querida, eu não (faria) mal algum a você” e ela respondia, “... Não, meu senhor, eu acho que faria”. Se isso não pode ser classificado como hormônios da gravidez, já que em um estado desses a mulher ficar com os nervos alterados, então está aí a prova de que ela não era submissa ao seu marido, acusando-o em público de algo que muitos acreditavam ser verdade, pois depois da morte da rainha, levantou-se a suspeita de que ele a havia envenenado.


Última edição por Renato Drummond em Seg Jun 27, 2011 12:42 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Renato Drummond

Mensagens : 40
Data de inscrição : 05/06/2011
Idade : 25
Localização : Ilhéus

Ver perfil do usuário http://www.jardimdeclio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  manah_almeida em Seg Jun 27, 2011 11:57 am

Continuo achando o posto de Parr apenas título.
Seymour se casou com ela tanto pelo título quanto pela pensão que ela recebia, que não era pouca... (mas também acho que ele gostava um tiquinho dela). Títulos importavam, e ela também tinha uma certa influência junto ao filho de Henrique, mas influência polítiva tinha pouca, e papel político não tinha nenhum, apenas título, quem "governava" por trás dela, enquanto ela era a primeira dama do país, eram os conselheiros.

Ahhh, agora entendi o que você quis dizer! =D
Foi quando Parr estava grávida. No comentário anterior pensei que era a filha de Parr dizendo desaforos ao pai, tava achando estranho!
Mas nessa situação específica não tem como apoiar em hormônios da gravidez... ela estava com a famosa febre pós parto, ou
febre puerperal, (a mãe de Henrique VIII morreu dessa forma e Jane Seymour também) fato muito comum (infelizmente) antigamente por conta de falta de informação e higiene, causando uma infecção que desencadeava em dor, abdomem inchado, mau cheiro, febre altissima, delírios e quase sempre a morte. Em cada mulher se apresenta de forma diferente, mais ou menos agressiva. Nesse caso de Parr, os delírios - desaforos - foram causados por uma doença, uma infeccção, e não por hormônios da gravidez.
Ela não tinha controle sobre seus atos, falava o que vinha na cabeça e sem pensar, coisa que não faria normalmente.


Abraços!

avatar
manah_almeida

Mensagens : 39
Data de inscrição : 06/06/2011
Idade : 32
Localização : João Pessoa - PB

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  Renato Drummond em Ter Jun 28, 2011 9:16 am

Pois é, como você disse, o posto de Catarina Parr era mais simbólico do que atuante. Quando o rei morreu, ela nutriu as esperanças de integrar o conselho privado, uma vez que ja tinha sido regente da Inglaterra na ausência de Henrique. Mas infelizmente elas a afastaram. Sendo assim, o casamento com Thomas Seymour veio a calhar, porque ele era tio do rei e membro do conselho. Dessa formar, Catarina, uma mulher erudita, poderia interferir através de seu marido. Isso sem contar que, como você mesma apontou, ela se correspondia com o jovem rei Edward e tinha uma certa influência sobre a sua pessoa. Ja para Seymour, que queria derrubar o seu irmão, o casamento com a rainha viúva seria decisivo nesse processo, pois através do testamento do rei Henrique, ela herdaria altas pensões, jóias e propriedades. Dessa forma, Thomas estaria ha um passo afrente do que ele queria O que eu quero dizer com isso é que Catarina Parr não poderia ser submissa a Thomas Seymour, ou ele a ela, pois a prosperidade do casamento dependia dos dois, ou seja, um dependia do outro. Se Catarina se irritasse com seu esposo, ela poderia alegar provas que contribuíssem pra o divórcio e ele perderia seu status. Se Seymour decidisse separar-se da rainha viúva, ela perderia sua influência política.

Fiz uma pesquisa sobre o comportamento de mulheres grávidas. Eis os pontos principais:
aumento da libido
variações de humor
apetite acentuado
mais fragilidade
maior sensibilidade
picos de stress

Ou seja, tudo é intensificado. Então eu classifico o comportamento de Catarina Parr com Elizabeth como influência de hormônios da gravidez, já que não poderemos provar que ela surpreendeu seu marido beijando a princesa em seu colo. Nem Kat Ashley fez um comentário desses sobre a natureza do relacionamento de Thomas Seymour com a princesa Elizabeth, mas o resto ela fez questão de explicitar (rsrsrsrs).
Também vi na minha pesquisa que dias antes da mulher dar à luz ela deixa de estar sobre efeito dos hormônios, então eu ja penso como você e me retifico: quando catarina dirigiu-se contra seu marido com acusações levianas, isso deveu-se aos delírios da febre, e não ao seu estado de grávida que ja havia passado.

Abraço!
avatar
Renato Drummond

Mensagens : 40
Data de inscrição : 05/06/2011
Idade : 25
Localização : Ilhéus

Ver perfil do usuário http://www.jardimdeclio.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Teria sido Elizabeth abusada sexualmente por Seymour?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum